Notícias

27 Fev 2019 | 09h40

​Expedição Safra em São Paulo


*Com Gazeta do Povo
 
Pelo segundo ano consecutivo a Sementes Castrolanda é uma das patrocinadoras da Expedição Safra 2018/2019, iniciativa da Gazeta do Povo que percorre os principais polos de soja, milho e trigo do Brasil e dos vizinhos Paraguai, Argentina e Uruguai, fazendo o levantamento das condições das lavouras. No dia 06 de fevereiro a Castrolanda foi anfitriã do Seminário da Expedição em Itapeva- SP, evento que reuniu cooperados, técnicos e analistas do agronegócio.
 
O Coordenador de Sementes, Rodrigo Namur, comenta que a cooperativa tem uma importante área de produção em São Paulo, tanto de grãos quanto de semente, além de ser um mercado bastante representativo para a Sementes Castrolanda. O objetivo em realizar o seminário da Expedição em São Paulo, foi compartilhar com os cooperados, produtores e clientes de sementes da região, dados que possam ajudá-los na tomada de decisão.
               
Namur relata que assim como no seminário do ano passado, foram apresentadas informações variadas e complementares, como a expectativa de produção nacional e por região, andamento das exportações, gestão financeira e de capital, oportunidades do mercado financeiro e investimentos, assuntos muito relevantes, especialmente para os produtores rurais pelas características sazonais da atividade e a instabilidade das suas despesas e receitas.
 
O seminário contou com palestra do Coordenador da Expedição Safra 2018/2019, Giovani Ferreira, a respeito dos “Desafios e Oportunidades da safra 2018/19”, do Superintendente Executivo da Caixa Econômica Federal, Antonino de Andrade Machado, sobre “Gestão Financeira do Negócio”, e do Professor da Universidade Estadual de Ponta Grossa, Eduardo Caires, que discutiu a importância do perfil de solo na produção agrícola, principalmente em safras como a atual, com a ocorrência de seca e stress hídrico em algumas regiões.
 
Na oportunidade o coordenador da expedição, Giovani Ferreira, destacou que hoje 25% do PIB do Brasil é gerado pelo agronegócio e que a explosão da produção de grãos no país começou a cerca de uma década, transformando-nos em pouco tempo numa das maiores potências nesse mercado, cuja demanda mundial vem igualmente subindo.
 
O Jovem Sucessor da Área Agrícola e estudante de Agronomia, Júlio Henrique Netto, atua na propriedade do pai, o associado José Franques Netto, e participou do seminário. Júlio revela que gostou muito do evento devido a troca de informações. “Aprendi muito com a palestra do professor Eduardo Caires, principalmente sobre importância da calagem e uso de gesso”, garante. Netto menciona que pretende aplicar na fazenda os conceitos que aprendeu na reunião.
 
               
Dias de Campo Soja SP e PR
 
No dia seguinte ao seminário, 07 de fevereiro, foi realizado o Dia de Campo Soja São Paulo, e no dia 12 de fevereiro a equipe de Sementes Castrolanda realizou o Dia de Campo Paraná, encontros para apresentar a cooperados e clientes o portfólio da marca da cooperativa. 
 
Rodrigo Namur avalia que geralmente o produtor cultiva um número pequeno de variedades em sua propriedade e nos dias de campo tem a oportunidade de conhecer outras cultivares já consagradas e também os lançamentos. Além disso, nessas oportunidades os produtores podem discutir com a equipe técnica da Castrolanda e com os parceiros obtentores da genética o posicionamento dos materiais quanto a melhor época de plantio, a população ideal, qual a exigência de fertilidade e os cuidados necessários para cada cultivar. “Isso possibilita a cooperados e clientes maximizar sua produtividade escolhendo as melhores cultivares para a sua propriedade e aplicando o conhecimento para que elas expressem todo o seu potencial”, assegura.
 
 O conteúdo dos eventos é parecido. Segundo o coordenador, a diferença está na abordagem quanto o ambiente de produção nessas duas regiões. “Esse ano, em São Paulo, devido a forte seca que marcou a safra de verão na região, foi possível verificar quais cultivares melhor resistiram a essa estiagem. Já em Castro, com a condição de clima da safra um pouco melhor, os materiais estavam com o seu desenvolvimento normal, podendo ser avaliado o potencial produtivo de cada um”, ressalta.
 
Nos dois dias também foi apresentada a tecnologia de Agricultura de Precisão disponibilizada pela Castrolanda aos cooperados, e como está sendo utilizada na produção de sementes, garantindo maior qualidade das Sementes Castrolanda. Ao todo foram demonstradas 20 cultivares de soja sendo duas cultivares convencionais, três cultivares RR e 15 cultivares IPRO (intacta). Os parceiros dos eventos foram FT Sementes, Nidera, Embrapa (Fundação Meridional), Brasmax, Monsoy, Basf e TMG.

SAC - Serviço de Atendimento Castrolanda
0800.421050 | 42 3234.8000