Notícias

12 Set 2018 | 15h00

EUA: USDA reforça previsão de safra recorde de soja

Chicago, 12 - A previsão de uma safra recorde de soja nos Estados Unidos na safra 2018/19 foi reforçada no relatório mensal de oferta e demanda divulgado nesta quarta-feira, 12, pelo Departamento de Agricultura do país (USDA). O governo norte-americano voltou a elevar sua estimativa de produção, de 4,586 bilhões de bushels para 4,693 bilhões de bushels (124,8 milhões de toneladas para 127,7 milhões de toneladas). Analistas consultados pelo Wall Street Journal esperavam um aumento menor, para 4,659 bilhões de bushels (126,8 milhões de toneladas). A projeção de rendimento subiu de 51,6 bushels por acre para 52,8 bushels por acre (de 3,47 toneladas por hectare para 3,55 toneladas por hectare), enquanto analistas esperavam 52,5 bushels por acre (3,53 toneladas por hectare).

A grande produção deve contribuir para o aumento dos estoques domésticos da oleaginosa ao fim de 2018/19. Segundo o USDA, as reservas finais na temporada devem chegar ao volume recorde de 845 milhões de bushels (22,99 milhões de toneladas), significativamente maior que o previsto em agosto, de 785 milhões de bushels (21,36 milhões de toneladas) e acima também das estimativas de analistas, de 836 milhões de bushels (22,75 milhões de toneladas). O número é mais do que o dobro dos 395 milhões de bushels (10,75 milhões de toneladas) estimados para os estoques finais de soja do país no ciclo 2017/18, conforme o USDA.

A expectativa de maiores estoques é atribuída, em parte, à tarifa chinesa de 25% sobre a oleaginosa norte-americana, implementada no começo de julho.

Quanto ao milho, o USDA aumentou sua previsão de produção na temporada 2018/19 para 14,827 bilhões de bushels (376,60 milhões de toneladas), ante 14,586 bilhões de bushels (370,48 milhões de toneladas) projetados em agosto. O incremento se deve à expectativa de aumento das produtividades nos Estados produtores de Illinois, Iowa, Nebraska, Indiana, Ohio e Dakota do Sul, conforme o departamento norte-americano.

O mercado, em contrapartida, esperava redução da safra, para 14,506 bilhões de bushels (368,45 milhões de toneladas). A expectativa de produtividade subiu de 178,4 bushels por acre (11,2 toneladas por hectare) para 181,3 bushels por acre (11,4 toneladas por hectare), enquanto analistas previam 177,4 bushels por acre (11,13 toneladas por hectare).

A estimativa para a produção total de trigo nos EUA foi mantida em 1,877 bilhão de bushels (51,08 milhões de toneladas). O USDA elevou sua projeção de produção mundial do cereal de 729,63 milhões de toneladas para 733 milhões de toneladas, com a revisão, para cima, dos números de produção da Rússia (de 68 milhões para 71 milhões de toneladas) e do Casaquistão (de 14,50 milhões para 15 milhões de toneladas), dentre outros exportadores. A expectativa de exportações norte-americanas foi mantida em 1,025 bilhão de bushels (27,9 milhões de toneladas).

O USDA também elevou sua previsão para reservas de milho nos EUA, de 1,684 bilhão de bushels para 1,774 bilhão de bushels (42,77 milhões de toneladas para 45,05 milhões de toneladas). O mercado projetava redução para 1,590 bilhão de bushels (40,38 milhões de toneladas). Já as estimativas de estoques domésticos de trigo permaneceram em 935 milhões de bushels (25,45 milhões de toneladas). A expectativa de analistas era de 938 milhões de bushels (25,53 milhões de toneladas).

O governo dos EUA reajustou sua estimativa para estoques mundiais de soja de 105,9 milhões de toneladas para 108,26 milhões de toneladas. Para o milho, a previsão de reservas globais passou de 155,5 milhões de toneladas para 157,03 milhões de toneladas, enquanto a expectativa para o trigo subiu de 258,96 milhões de toneladas para 261,29 milhões de toneladas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Fonte: Q10/Estadão Conteúdo

SAC - Serviço de Atendimento Castrolanda
0800.421050 | 42 3234.8000