Notícias

11 Ago 2017 | 14h15

Unica: estiagem pode prejudicar oferta e provocar revisão de estimativa de moagem

Ribeirão Preto, 11/8 - A queda de quase 3% na produtividade de cana no acumulado dos cinco primeiros meses da safra 2017/2018 do Centro-Sul do Brasil - entre abril e agosto - pode prejudicar a oferta da matéria-prima ao processamento das usinas e destilarias e trazer uma revisão na estimativa de moagem para todo o período. As reduções na produtividade e na oferta de cana acontecem por causa da estiagem na região, que já dura dois meses e pode levar a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) à revisão das estimativas para 2017/2018.

"O monitoramento da resposta da lavoura à condição climática observada será fundamental para verificar uma eventual necessidade de revisão dos valores inicialmente estimados para essa safra, especialmente no que se refere à disponibilidade de matéria-prima para moagem", informou a Unica no relatório divulgado nesta sexta-feira, 11.

Na previsão divulgada em 26 de abril, a Unica estimou uma moagem total de 585 milhões de toneladas no Centro-Sul, queda de 3,65% sobre o total de 607,14 milhões de toneladas processado na safra anterior. Segundo a Unica, "a condição climática caracterizada pelo clima seco observado há quase dois meses nas principais regiões produtoras do Centro-Sul favoreceu a operacionalização da colheita nas últimas quinzenas, mas deve acentuar a queda de produtividade agrícola da área que será colhida nos próximos meses de safra".

A entidade destacou que no início da safra as condições climáticas e os índices registrados no campo indicavam uma recuperação da produtividade, mesmo com um canavial mais envelhecido, mas que "essa percepção tem sido drasticamente alterada após esse período prolongado sem chuva", informou. "Importantes regiões canavieiras já manifestam preocupação quanto ao potencial impacto desse cenário sobre o resultado da safra 2017/2018", concluiu.

Fonte: Q10/Estadão Conteúdo


NOSSAS PUBLICAÇÕES

SAC - Serviço de Atendimento Castrolanda
0800.421050 | 42 3234.8000